BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

domingo, 21 de março de 2010

A Juliana da relação

Não responde, engole e depois chora. Se sente culpada, mesmo quando está certa. Não espera pela ligação, ela mesma liga. Se não a atendem, então ela insiste ainda mais. Ela ama pelos dois. E sofre pelos dois. Ela faz tudo pelos dois, quase sempre sem nenhum reconhecimento. Ela implora, como uma mendiga, por carinho e atenção. Ela tenta controlar, porém nem sempre é controlada, o que a irrita. Ela não consegue confiar, mas é capaz de acreditar. Ela está sempre com o pé atrás. Ela está sempre insegura, e por mais segura que queira parecer, mais insegura ela se torna.
Definitivamente, a personalidade da Juliana da relação tem que mudar, o segredo é como fazer tal mudança.

PS.:Pessoal andei meio sumida daqui, porque não estou escrevendo nada que eu ache digno da atenção de alguém, na verdade nem sei se esse post é, mas...

9 comentários:

Gikka disse...

Aiee tava com saudade!
Poxa, que personalidade complicada vc tem né??

Babizinha disse...

Não só é digno como me identifiquei de tal maneira.
"Ela está sempre insegura, e por mais segura que queira parecer, mais insegura ela se torna."
Disse tudo o que eu fingia esconder.

Saudades de te ler. E não fuja! Todo texto teu é um pedacinho teu.

Beijos
;*

Erica Ferro disse...

Ela está perdida, precisa se encontrar e saber qual é o papel dela na vida.

Acho que você deve escrever sempre, publicar sempre. Aqui é seu canto, você deve mostrar sua essência como ela é, ou como ela está.
Mas nunca, nunca se envergonhar ou achar indigno os próprios escritos.

Beijo.

Rebeca Postigo disse...

O difícil é encontrar a maneira de mudar...
Gostei do texto!!!
Me identifiquei com partes dele...

Bjs

Carla Rosenvelt disse...

Mudar não é tão dificil quanto pode parecer. Todo dia é uma nova oportunidade de mudança. Você sempre pode se reinventar. Sempre pode crescer e ser mais.
Além disso, relacionamentos são como uma sacola. Cada um deve segurar de um lado por que se você começa a segurar sozinha, uma hora a coisa toda ficará pesada demais e escorregará.

ps: cuidado para que as suas maçãs não rolem ladeira abaixo.

Beijos

Sarah Slowaska disse...

Olha, não sei viu...Eu não sou assim, sou o total oposto. Se não ligam, eu não ligo. Se não atendem, eu não insisto...Eu não imploro nada de ninguém...Eu não sou controlada...Acho que o problema da Juliana é justamente a insegurança. Quando ela for segura de si, nada disso tornará a acontecer ;)

Beijos querida, obrigada pela visita! Adorei estas jujubas da imagem, que delíciia! ;D

Carla Rosenvelt disse...

Oi, guria.
Então, vim aqui comentar outro aspecto do teu texto.
Por que espera algo que seja digno da atenção de alguém para escrever? Escreve para ti mesma. Acho que foi exatamente assim que os grandes escritores fizeram coisas maravilhosas e que hoje são como tesouros comunitários. Acho que o que te cura em interno acaba curando outros a longo prazo.
Não espera ser relevante para escrever. Escreve o irrelevante e, quem sabe, alguém não precisa exatamente disso para levar adiante?

Beijos e obrigada pelo comentário por lá, ta?
Te cuida!

Natália disse...

Pra você poder mudar, antes de mais nada você tem que se amar primeiro, depois começará a amar apenas por você. Beijos e boa sorte!

' Jαdє Amσrιm disse...

Ih menina, essa juliana da relação tem que mudar viu? =x
E o texto ta ótimo girl, larga de besteira. =)


beeijos!